PortalInícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Concurso 1 - "The little things”

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Ni
*Grupo Mêrdinha*
avatar

Feminino Mensagens : 332
Data de inscrição : 02/03/2010
Idade : 28
Localização : Aveiro
Humor : Bastante


MensagemAssunto: Concurso 1 - "The little things”   Sex 12 Mar 2010, 10:52

Antes de mais nada, decidi aventurar-me ao concurso...ainda não sei se gosto da minha própria shot visto que ja a pus na lixeira, ja me apeteceu apaga-la de vez e já me stressei com ela.
Mas por causa de certas e determinadas pessoas, as quais não vou dizer quem (MEDD, MINII E THOLA) estou aqui agora. Portanto alguma reclamação ou queixa é com elas que têm que as fazer.
E para finalizar, a quem tenho de subornar? LOOOL

ps: Os meus espaços funcionam como paragrafos visto que aqui nao os consigo fazer.



- Título: “The little things”
- Género; R
- Avisos; Nenhum
- Beta-reader : Medd, Minii & Thola


O dia estava escuro, as nuvens cinzentas avisavam que a chuva não demoraria a chegar. A primavera estava perto, mas os seus dias solarengos pareciam não querer aparecer, ficando escondidos num lugar qualquer.

No entanto, isso não a impediria de sair de casa e correr até à praia - as saudades de tirar os ténis e sentir a areia tocar-lhe nos pés, grão por grão, ouvir o mar bater nas rochas, sentir o cheiro do mar, eram mais que muitas. Precisava daquilo, ansiava por aquele turbilhão de sentimentos e sensações.
Pousou o telemóvel em cima da mesa, pegou nas chaves de casa deixando tudo o resto para trás e saiu batendo com a porta atrás de si num estrondo silencioso.

Precisava de respirar ar fresco, de se sentir em paz consigo mesma, de não ter ninguém que a chateasse. Aquele quarto estava cheio de recordações dele, deles, e isso era a última coisa que precisava de ver naquele momento.
Precisava de liberdade, precisava da praia.

Aproximou-se do muro lentamente, abraçando o seu corpo para tentar evitar o vento gélido que lhe batia na face.
Ao longe, o mar batia nas rochas com força e vivacidade, cheio de uma liberdade que ela ansiava ter, mas não tinha, levando consigo tudo o que desejava, enquanto ela poderia apenas desejar.

Descalçou os ténis sem mesmo desapertar os atacadores das tão usadas all stars, respirou fundo ao sentir os grãos de areia fria debaixo dos seus pés.
Sentou-se na areia e observou o mar, que na sua maior imponência parecia querer levar a areia toda consigo, arrastando todas as conchas e pequenas pedras, trazendo as algas como se fosse um preço a pagar pelo que levava. O vento fazia sentir-se cada vez mais, fazendo com que os seus cabelos pretos esvoaçassem ao seu sabor, todo aquele misto de emoções faziam-na relembrar memórias passadas que preferia deixar guardadas, mas o seu coração nunca ouviu o que a sua mente pedia…

Flashback
Naquele dia quentíssimo de verão, em que normalmente todos correm para a praia aproveitando os raios de sol, pouca gente o fez. O mar estava calmo e sereno, fazendo com que a vontade de entrar dentro dele e mergulhar nas profundezas daquele mistério fosse enorme.
Ao longe, viam-se alguns dos aventureiros que recorreram àquele local, os risos tornavam-se cada vez mais fortes e sonoros à medida que se aproximavam, assim como os latidos de Scotty, um grande cão preto, que saltava e ladrava ao mar e aos seus donos – todos eles corriam, feitos loucos, com sorrisos estampados na cara, caindo e rebolando na areia como fossem crianças merecendo como recompensa uma lambidela do cão. Qual dos três a maior criança? Ninguém sabia, sabiam apenas que ali estavam 3 pessoas felizes.

Fim Flashback

Sorriu relembrando aquele momento, sentia saudades, saudades essas que lhe apertavam o peito como se ficasse sem ar.
Ao longe um casal passeava também pela praia, trocando sorrisos e beijos apaixonados como se fossem as pessoas mais felizes do mundo e nada poderia perturbar tal coisa. Como ela tinha inveja daquele casal. Soltando um grande suspiro deixou os seus olhos fecharem, como queria voltar a sentir os seus lábios, os seus abraços, o seu perfume.

Flashback
Sentados na areia viam o por do sol, os seus braços abraçavam o seu corpo aquecendo-o. Ele sorria enquanto lhe ia beijando o pescoço, aqueles beijos eram sem duvida os beijos mais doces que tinha recebido. Abraçou-o com força não o queria perder por nada.
Fim de Flashback

Foi naquela praia que se conheceram, onde se beijaram tendo como testemunha aquela areia fina, oficializaram o namoro perante aquele mar infinito. Aquele local só lhe trazia recordações, tinha onde o obrigou a dançar com ela até não aguentar mais tinha sido ali que tinham passado os dias de praia agarrados um ao outro, sorrindo, acarinhando, e beijando o corpo um do outro, onde tinham partilhado momentos de alegria e tristeza, onde tinham formado o quinteto fantástico com o Scotty como mascote.
Tinha sido uma vida, uma vida que agora parecia acabar.

Flashback
Ao longe viam-se o Georg e Gustav atrás de Bill que lhes tentava fugir à força toda, tentando evitar que fosse empurrado para a água, Scotty corria atrás deles ladrando como um doido, contente por vê-los a brincar. Na toalha, desviados a alguns metros, estavam eles… abraçados enquanto tentavam controlar o riso perante tal quadro.
O meu irmão vai ser apanhado – disse rindo-se
E vai ficar amuado por ficar com o seu belo penteado estragado – completou ela soltando uma risada, ao ver que Bill tinha sido derrubado por Scotty quando se dirigia até eles, ajudando que os G’s o apanhassem e soltassem para cima dele deixando-lhe o cabelo todo coberto de areia.
Nessa altura, ainda a rir-se das figuras patéticas de Bill, olharam-se e os seus olhos cruzaram-se com os dele, o seu sorriso era mágico como se a paralisa-se, num gesto deliberado e esperado, beijaram pela primeira vez. Não durou muito visto que foram interrompidos pelo Scotty feliz do seu nobre feito em ter apanhado Bill primeiro que os outros dois.

Fim de Flashback

Uma lágrima percorreu-lhe o rosto, de forma triste e solitária. Tentou limpá-la, mas achou desnecessário quando outras se juntaram, tinha tantas saudades dele, deles, de todos os momentos que passaram juntos.
Ao fundo pareceu ouvir ladrar, aquelas lembranças faziam-lhe mal, acabava por imaginar coisas que não existiam.
Começava a ficar com frio e o dia estava ainda mais escuro, não faltava muito até chover, estava na hora de voltar para casa. Respirou fundo olhando o mar pela última vez, quando se ia a preparar para levantar sentiu algo gordo e peludo embater nela, fazendo-a cambalear para trás, acabando por cair na areia e a ser lambida por um cão. Ao longe um rapaz gritava enquanto corria.
Scotty pára! Nunca mais te solto, és louco! – Berrou Tom olhando para o cão furioso - Eu peço desculpa mas… - Aquela voz, ela conhecia aquela voz, conhecia-a tão bem. Levantou os olhos e falou calmamente, tentando não mostrar qualquer emoção.
Não faz mal – Levantou-se sacudindo-se tentando sorrir-lhe – Olá Tom! – O rapaz das roupas largas parou de repente ao ouvir aquela voz e, muito calmamente, ergueu o olhar. Naquela altura algo pareceu mudar, o mundo pareceu parar de girar e o tempo parou de contar! Os seus olhos cruzaram-se e os corações dispararam.
Olá Sam – Respondeu nervosamente no fim de uma longa pausa. – Tudo bem?Sim – Sam respondeu sem nunca olhar nos olhos de Tom – Contigo também parece estar tudo bem. – Tom acenou afirmativamente com a cabeça. - E com o Scotty também – sorriu enquanto lhe fazia festas – Bem tenho que ir.
Espera – Tom agarrou-a pelo braço. – Depois do que se passou nunca tivemos oportunidade para falar.
Falar do que tom? O que querias falar, de que não dava mais para aguentar aquela situação, de que não valia a pena continuar? – Perguntou soltando-se de Tom
Não Sam, valia a pena continuar sim, porque nós gosta…vamos um do outro.
Exacto tom, gostávamos, passado. Tenho que ir, adeus
– virou costas, tentando fugir antes que alguma lágrima caísse sem ela deixar ou mesmo que o seu coração fosse contra o seu pensamento.
Por mais que ainda gostasse de Tom tinha medo, medo da pressão, medo daquela vida que ele tinha e que ela não queria para ela. Será que ele iria atrás dela? Lutar por ela?
Tom tentou ganhar coragem para dizer algo que lhe tentava dizer a muito tempo - Tenho saudades Sam, saudades daqui, saudades tuas, saudades de nós. - Gritou vendo-a afastar-se.

----
Aqui está a minha shot.
Beijinhos

Spoiler:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
THola
Administrador
avatar

Feminino Mensagens : 3556
Data de inscrição : 02/03/2010
Idade : 28
Localização : Norte

MensagemAssunto: Re: Concurso 1 - "The little things”   Sex 12 Mar 2010, 12:16

És mesmo porca... tinhas de deitar as culpas nos outros :C

Mas vá, pelo menos postaste... sua cabeça dura "vou apagar... não gst nada... esta uma bosta"... só quem te Slap Fight

Tal como te disse no msn, o shot esta muito fixe.. o começo então está qualquer coisa de wow... e adoro o final, porque não sabemos o que vai acabar por acontecer. Wink

«3

____________________
«Don't hate me 'cause I'm beautiful»
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://itsamelancholictime.blogspot.com/
Riri_Kaulitz
pervert group.
avatar

Feminino Mensagens : 1373
Data de inscrição : 08/03/2010
Idade : 25
Localização : London *

MensagemAssunto: Re: Concurso 1 - "The little things”   Ter 23 Mar 2010, 11:39

muitoo bonita, parabéns, gosto da história (:
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://malukita24.hi5.com
MaRianinhA^^
Screaming
avatar

Feminino Mensagens : 1915
Data de inscrição : 04/03/2010
Idade : 24
Localização : Viseu

MensagemAssunto: Re: Concurso 1 - "The little things”   Qui 25 Mar 2010, 14:30

Olá : )
Para já, vou refilar contigo, porque é uma crueldade deixar o Tommyzinho triste :c
Agora fora de brincadeiras.
Interpretaste bem a imagem, embora não me tenha sentido inteiramente no espaço.
Escreves bem, tens uma escrita que facilita a leitura e isso é óptimo.
Também não usas linguagem muito cara e isso até que é bom. : )
A única coisa negativa que tenho mesmo a apontar é o título, porque eu mente burrinha como sou, não consegui perceber o título.
Mas pronto : )
Parabens =D
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
nans.
Little Schrei
avatar

Feminino Mensagens : 257
Data de inscrição : 04/03/2010
Idade : 29
Localização : Porto

MensagemAssunto: Re: Concurso 1 - "The little things”   Sab 27 Mar 2010, 17:39

Ora vamos lá ...
Tal como a Mariana, acho o titulo um pouco ... coise ... apesar de até ver uma ligação com a história em si.
A imagem foi bem aplicada, apesar de que se tivesses descrito mais o local a história teria saido a ganhar.
Linguagem simples e fluída, não muito maçadora.
Agora, o que desagradou mais foi o fim. Está forçado e falta ali algo. É como se fosse algo irreal e demasiado corrido, acontece tudo tão rápido que uma pessoa fica do tipo; "já acabou? assim?".
Mas prontos ... tirando isso, está boa.
Parabéns.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://goodgonelittlegirl.blogspot.com/
Devilish
Bonitos & Jeitosos
avatar

Feminino Mensagens : 9
Data de inscrição : 05/03/2010
Idade : 23
Localização : Palmela
Humor : depende dos dias


MensagemAssunto: Re: Concurso 1 - "The little things”   Dom 28 Mar 2010, 08:55

Está tudo muito bem, consegui perceber perfeitamente Razz
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://devilishfics.blogs.sapo.pt/
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Concurso 1 - "The little things”   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Concurso 1 - "The little things”
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Lux Ferre - "Atrae Materiae Monumentum" Novo album em Setembro!
» Adam "Nergal" Darski (Behemoth) diagnosticado com leucemia
» SALVATION666 (Ger) "Anima Pestifera" CD at pressing plant
» Vertigo Steps - "surface / light" sai em Abril pela ESW, EP "sublight" em Março; teaser online!
» BRUTEFORCE - Lançamento do EP de estreia "Welcome To The Real World"

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Tokio Hotel Portugal :: Criatividade :: Fanfics :: Concursos :: Arquivo-
Ir para: