PortalInícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Concurso 2 "A imagem" : O meu controlo acabou.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
CarBTK
pervert group.
avatar

Feminino Mensagens : 1147
Data de inscrição : 13/03/2010
Idade : 24
Localização : Sintra

MensagemAssunto: Concurso 2 "A imagem" : O meu controlo acabou.   Sab 08 Maio 2010, 09:50

Título: O meu controlo acabou.
Pairing: Tom/OC
Rating: PG
Warnings: Blood; Hurt/comfort ; Character Death
Autora: CarBTK (Carla)



O meu controlo acabou.


Seguro as lágrimas que insistem em cair em conformidade com as gotas vermelho vivo que escorrem do meu pulso mutilado. Calo mais uma vez o silêncio, e ouço o barulho que salta e ressalta nos vidros baços das janelas. Olho novamente a folha acastanhada e gasta pelo tempo, onde a ponta da caneta embirra em deslizar, escrevendo a minha alma quebrada em bocados de frases aladas.

Há um odor característico nesta sala, um odor que me, infelizmente, é familiar.
O teu perfume invade o meu corpo e entranha-se na pouca roupa que tenho vestida. Este perfume doce e de textura suave que invade o ar, teima em não me sair da mente, teima em não deixar o meu coração livre e teima em fazer-me pressionar a faca contra o pulso tatuado. Mais uma vez. Na escuridão do último luar. Mais uma vez ao brilhar do primeiro raio solar, cravo a faca bem fundo e sinto um gemido aproximar-se dos meus lábios. Não. Não vou gritar de dor. Essa… não a sinto. Vou gritar de prazer pelo acto que estou prestes a cometer.


Volto a dar lugar à vida na caneta e volto a olhar o papel manchado de sangue e lágrimas. Não sei por que ainda escrevo sobre uma vida que apenas existiu, que apenas disfarçou uma farsa e que, actualmente, alimenta uma ilusão perdida.
Não percebo porquê continuar a sonhar num mundo onde os sonhos não me são permitidos de realizar. Vou acabar com esse mundo e vou viver numa dimensão à parte. Longe daqui, longe do mundo carnal, longe da fronteira emocional que ainda crio quando olho para ti, ou quando simplesmente volto à caixa onde guardo o passado. Ver fotografias nossas parte-me o coração e congela-me o cérebro. Parecíamos tão felizes… Mas era isso mesmo, um parecer e não mais.

Lembras-te daquilo que fiz por ti?

- Não eras capaz sua tola! – disseste-me com aquele sorriso adorável abraçando a minha cintura por trás e depositando um beijo molhado no meu pescoço, mas eu fui. Eu fui capaz de tatuar essas três letras no meu pulso.
Tatuei o teu nome esperando em troca o teu amor a corresponder ao meu, mas não foi isso que sucedeu.


- Desculpa. – tenho a certeza que foi a última coisa que me disseste no dia em que me abandonaste. Não me disseste onde ias, nem porquê, apenas desculpa.

Largo bruscamente a caneta ao sentir que o meu controlo se perde. Largo a caneta ao voltar a escrever essa palavra marcante com a qual me deixaste. Largo a caneta com o ímpeto de pegar na faca. No meu porto de abrigo, no meu porto seguro. Cravo-a novamente no pulso, novamente faço um corte longo e profundo à volta do teu nome, à volta porque, por muito que queira rasgá-lo e esquecer-te, não consigo.

Sinto um gemido aproximar-se novamente e deixo-me respirar o ar que agora, com mais facilidade, circula no meu fraco sistema respiratório. O som da pele separar-se em dois é pura música para os meus ouvidos que insistem em não ouvir nada mais com essa excepção. Sou imune à dor e sensível a este prazer. Não controlo o sentimento de corte. Não controlo o meu falar, ouvir, respirar.

Sei que não vou voltar a ver o teu olhar brilhar na minha direcção. Sei que não vou sentir de novo o meu coração bater por ti. Sei que não aguento e sei que já resisti de mais. Sei que nada volta atrás e sei que se for para um mundo melhor, nunca sentirás a minha falta. Afinal, se para ti fui alguma coisa, nunca cheguei a saber.
Por isso vou sem pudor da dor que causo, provavelmente em mim mesma, porque sim, ainda há uma parte de mim que quer que voltes. Uma parte de mim quer ter-te novamente deitado na minha cama, a observar o meu corpo lenta e demoradamente. O meu coração, quer novamente sentir-te e voltar a bater por ti.
Mas agora não quero controlar mais nada, quero apenas que controlem o meu ser em plenitude e que seja melhor viver em altitude. Talvez o céu, se é que realmente existe, seja melhor que este mundo demasiadamente humano.


A caneta perde a cor e o meu corpo perde a vontade de viver neste mundo. A única fonte de vida que tinha desapareceu à um ano atrás. Tu. Desapareceste da minha vida no dia em que o mundo te caiu aos pés. No dia em que, um simples nome, duas palavras apenas, modificaram o teu ser. A pessoa carinhosa que conheci desapareceu em fumos brancos expelidos mais tarde pelo meu coração. Era o teu nome, que pintado na cor da paz em mim, evaporou.

Agora, de faca cravada no peito sinto o rasgar do meu coração e sangue escorrer em mim sem ser fruto de ilusão. Esta carta, este diário antigo e erodido pelo tempo, nunca mais verá a ponta de uma caneta, nem uma solução salgada em forma de gota. Não irá ver mais nada, nem sentirá absolutamente mais nada.
O meu controlo acabou.


- Estás em casa? – algo ressoou no atendedor de chamadas, situado sobre a carta, agora amachucada e mergulhada em sangue. – Tenho saudades tuas. Voltas? - um sussurro soou antes da chamada cair.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
éme.
Administrador
avatar

Feminino Mensagens : 5608
Data de inscrição : 02/03/2010
Idade : 24
Localização : Almada

MensagemAssunto: Re: Concurso 2 "A imagem" : O meu controlo acabou.   Sab 08 Maio 2010, 11:02

awwwwwww, adorei! Adorei mesmo. E devias virar santa porque estava a ver que este concurso não tinha salvação.

Gostei bastante da forma como interpretaste a imagem. Sinceramente não dá para fugir muito e eu já estava a pensar que ia haver por aqui um suicídio, mas não.

Parabéns.

____________________
U P R I S I N G
.
«- Meu, eu ia jurar que ela me ia cortar os tomates com a lima das unhas e puxar o resto com os dentes. Ela é louca, puto. Completamente.»
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://lifeisworthlivingg.blogspot.com/
Cats
Little Schrei
avatar

Mensagens : 250
Data de inscrição : 05/03/2010

MensagemAssunto: Re: Concurso 2 "A imagem" : O meu controlo acabou.   Seg 17 Maio 2010, 06:18

Okayy, decidi que o meu comentário como júri vai ser nada mais nada menos do que aquilo que escrevi num Doc do word como primeira reacção a cada texto. Assim saberão todas o que me agradou e desagradou logo de início xD (nota: não se assustem pela falta floreado e desenvolvimento, ou mesmo com a eventual "dureza". Tal como disse: primeiras reacções; anotações feitas com o mero intuito de me lembrar como aplicar a pontuação).

"Avé ao primeiro parágrafo.
Isto promete.
Algumas frases que podiam estar construídas de forma mais coerente. Algumas posições trocadas. Ex: Há um odor característico nesta sala, um odor que me, infelizmente, é familiar.
Forma correcta: há um odor característico nesta sala, um odor que, infelizmente, me é familiar.

Tem também uma ou outra vírgula que, ou está mal colocada, ou é desnecessária. “A caneta perde a cor…” – este parágrafo tem alguns problemas com vírgulas.
Erro: "A única fonte de vida que tinha desapareceu à (há) um ano atrás".
Fim angustiante. Adorei o último parágrafo.
Problema: onde é que está TH aqui? Há referência a um rapaz, mas não há indicador de que rapaz possa ser. Há as "três letras tatuadas no pulso", mas isso tanto podia ser de um Tom como de um Tim. A única coisa que permite saber que é o Tom é mesmo o aviso em cima.
No geral gostei bastante. Muita intensidade. Adorei a alternância constante entre a carta e o presente…"


Como vês, gostei imenso do texto. Não tens muitos erros, embora tenha encontrado uma ou outra frase que podia estar melhor. Quanto à pontuação, há as tais vírgulas, mas tal como escrevi no comentário à Shot de outra concorrente, as vírgulas são um erro do qual quase ninguém escapa, ainda que apenas eventualmente Wink

Parabéns pelo texto xD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Moon
Norte
avatar

Feminino Mensagens : 422
Data de inscrição : 06/03/2010
Idade : 26
Localização : Rio Tinto

MensagemAssunto: Re: Concurso 2 "A imagem" : O meu controlo acabou.   Seg 17 Maio 2010, 14:41

Olá! Desculpa comentar só agora, mas nos últimos dias estive para fora e não tive acesso à internet. Antes de ir também só tive tempo para ler tudo e mandar os resultados à éme porque tinha um trabalho para acabar (deixei para a última da hora, como de costume... --') e não pude vir aqui comentar.

Pontos positivos: Achei que a shot estava muito bem escrita. O primeiro parágrafo está perfeito, adorei. A imagem esteve sempre presente ao longo do texto e dei-te pontuação máxima na integração da imagem por isso.

Pontos negativos: Não vi nada que relacionasse a shot com os TH. Quando mencionaste as três letras no pulso pensei imediatamente em Tom, mas se estivesse a ler isto noutro sítio qualquer se calhar não chegava lá. Vi também alguns erros gramaticais, mas nada por aí além.

Parabéns pelo lugar no pódio! Very Happy
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://triptomyflipside.blogspot.com
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Concurso 2 "A imagem" : O meu controlo acabou.   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Concurso 2 "A imagem" : O meu controlo acabou.
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Porque razão o vinil produz melhor "imagem"?
» SALVATION666 (Ger) "Anima Pestifera" CD at pressing plant
» Vertigo Steps - "surface / light" sai em Abril pela ESW, EP "sublight" em Março; teaser online!
» Albuns "non-Metal" do ano
» Stormwarrior - "Heathen Warrior" (2011)

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Tokio Hotel Portugal :: Criatividade :: Fanfics :: Concursos-
Ir para: